VISÃO

Se você já se perguntou quanta potência gera durante uma pedalada, já não precisa mais adivinhar. No caso você esteja se perguntando, ciclistas de fato medem sua potência gerada como maneira de comparar suas habilidades e medir seu crescimento e progresso como atletas. Infelizmente, a maioria das bicicletas não possuem medidores de potencia capazes de medir com precisão quanta potencia é gerada pelo ciclista durante a pedalada, porque os "powermeters" são ainda relativamente caros.

 

Todavia a equipe da Girus decidiu resolver este problema disponibilizando as bicicletas Wattbike para treinamento indoor, aproveitando da experiência endossada pela equipe inglesa de ciclismo e outras equipes profissionais do ciclismo europeu, como a Sky Team. Diversos times profissionais de ciclismo afirmam que quando pedalam numa Wattbike experimentam a sensação de reviver uma experiência "real" de ciclismo e medir a potência gerada na pedalada (watts) como principal meio de controle e monitoração dos treinos e intervalos prescritos.

 

Os ciclistas concentrando-se na pedalada, sem as distrações comuns do ambiente externo conseguem treinar mais forte, com a possibilidade de medir a potencia real gerada a cada revolução do pedal - fornecendo os dados através da qual poder analisar e melhorar o rendimento. Através de uma serie de indicadores chave visíveis ao atleta (Tela-Visor do Computador de Performance), softwares de analise (Wattbike Expert) e o app do PC é possível acompanhar a evolução da performance do atleta.

E por ultimo, como você estará pedalando indoor, isto também significa que não deverá se distrair e preocupar com o stress do transito, pedestres e outras ameaças à segurança comum no ambiente externo!

É ora de acabar com o mistério dos treinamentos.
Não é um segredo que os treinos podem se tornar confusos. Mas lembrem-se tudo no final se resume em achar o equilibrio entre a quantidade de trabalho (esforço) e a resposta do seu corpo a este esforço!

Porque Treinar com Potência

 

Os watts gerados por você (Potência) são o que fazem com que a bicicleta se locomova. A Frequência cardiaca é a resposta do seu corpo a pressão (Força) que você está exercendo sobre os pedais. Quanto melhor você souber "dosar"  a força, melhor será a sua utilização de energia (Eficiência) e melhor será a sua performance.

Com zonas de treinamentos baseadas em faixas de potencia é possível treinar sistemas fisiológicos específicos e monitorar o progresso de uma forma muito objetiva e direta. Também é uma forma de monitorar a carga de trabalho (intensidade) de treino em treino e até mesmo durante o treino. A evolução e progresso do treinamento por potência pode ser medida em termos de aumentos % do seu limiar de lactato (FTP – Functional Threshold Power), um indicador de performance que pode ser melhorado ao longo do ano, seguindo um plano de treinamento anual.

Veja o que a Dani afirmou:  "2011 mais frutos, corri o circuito mundial de ultra distância e consegui me sagrar Campeã Mundial de Ciclismo de Ultra Distância, unificando 3 títulos, Mundial de 24horas e Campeã da American Cup, um grande ano que se não fossem os treinos com potência...certamente seria bem mais difícil realizar os treinamentos."

Treinar com Cardiofrequencimêtro ou Esforço Percebido? 

 

Por muito tempo, a maioria dos atletas se apoiou em indicadores como o esforço percebido (PE) e / ou freqüência cardíaca (FC) para medir a intensidade e performance dos treinos e competições.

Todavia, usar dados de FC e PE para medir a intensidade do treino apresenta certas limitações. Enquanto a FC responde de forma linear a um aumento da carga de trabalho (intensidade), normalmente há uma defasagem neste tempo de resposta do batimento cardíaco (FC) e portanto, não fornece a medição correta instante por instante (dados defasados).  Outro fato negativo é que a frequência cardíaca é afetada por fatores externos tais como: calor, umidade, frio, os níveis de hidratação, fadiga, qualidade de sono, estresse, etc . 

Treinamento com Potência - Alguns conceitos básicos

 

O trabalho mecânico ou a potência é a carga de trabalho que está sendo realizada na pedalada. Portanto, a potência é igual a: torque (força) vezes a velocidade angular (cadência). Isto significa que a formula é expressa da seguinte forma:                                         P = força x velocidade 

E a potência é normalmente expressa em Watts.

Hunter Allen tem uma apresentação mais detalhada sobre os benefícios dos treinos de potência : CLIQUE AQUI

 

Se você olhar para a fórmula, você vai notar que há duas maneiras de você gerar mais potencia durante a pedalada.

a)    Você poderia empurrar com mais força sobre os pedais, aumentando assim a força aplicada aos pedais (Torque). 

b)    Você poderia aumentar a sua cadência (RPM), aumentando assim a velocidade da pedalada. 

Qualquer uma das duas técnicas irá determinar um aumento da potência e subsequentemente um aumento na velocidade de deslocamento da bike. Na Girus Bike trabalhamos ambas as técnicas. Você vai chegar na frente!

Zonas de Treinamento com Potência - Calculando seu FTP (Functional Threshold Power)

 

Os 2 conceitos básicos de treinamento, a saber Zonas de Treinamento e FTP, farão parte da nossa línguagem comum. Um numero crescente de pessoas está se orientando nos seus treinos através de um monitor de freqüência cardíaca e / ou medidor de potência com programas de treinamento personalizados a partir dos seu niveis de condicionamento físico. O primeiro passo é realizar um teste de esforço para conhecer o seu FTP (e LTHR - Limiar da Frequência Cardiáca). O segundo passo é estabelecer as respectivas zonas de treinamento personalizadas com base no seu nivel. 

Simplesmente o teste consiste em estabelecer o numero de watts (FTP) correspondente ao seu Limiar de Lactato (LT - Lactate Threshold). Pense no Limiar de Lactato como o ponto a partir da qual o seu corpo não consegue mais processar o oxigenio na quantidade demandada pelo seu corpo em consequencia do esforço.

Hunter Allen e Andrew Coggan, PhD no seu livro ("Training and Racing with a Power Meter") definem 7 zonas de treinamento e o teste é conduzino realizando um esforço de 20 minutos e a partir do valor medio de watts multiplica-se este valor por 95% e este será seu FTP em watts. No caso da frequencia cardiaca o valor medio do teste será multiplicado por 97% e esta será seu LTHR. Outros treinadores e autores de livros em treinamentos estruturados como Joe Friel ("The Cyclist's Training Bible") e Chris Carmichael ("The Time-Crunched Cyclist"), tambem usam criterios similares para calcular as zonas de treinamento.

 

Calculei o meu FTP e agora?
 

O objetivo de conhecer o seu FTP é que você pode personalizar o seu programa de treinamento baseado no seu nível. Não é mais necessário tentar pedalar intervalos de tempo de 30 minutos a 300 watts, quando de fato o seu FTP é de 230 watts. Você poderá ajustar os números alvo dentro das suas respectivas zonas de treinamento de maneira que fiquem dentro das suas habilidades de executar, adaptar e melhorar progressivamente. Por exemplo, se o meu FTP depois do teste é 233 watts e quero trabalhar na zona 3 (Tempo) então aplicando as taxas conforme a tabela apresentada, irei trabalhar num intervalo de potência entre 177 e 210 watts. (56% x 233 = 177 W -- 90% X 233 = 210 W).

Portanto descobrir o seu FTP é coisa muito simples. A parte difícil é saber como e quando treinar cada uma destas zonas para maximizar o seu potencial e se preparar adequadamente para eventos específicos.

Uma observação importante para poder dar comparabilidade entre todos os atletas é o indicador relativo Watts (FTP) / KG. Quanto maior for este numero melhor será o seu desempenho. Por esemplo se o atleta A tem um FTP de 315 W e peso de 66 kg, seu Watts/Kg é 4,78, enquanto se o atleta B tiver o mesmo FTP de 315 W mas um peso de 75 kg o Watt/Kg será 4,2. Isto significa que o Atleta A chegará primeiro ao topo da subida da Vista Chinesa!

Na Tabela ao lado podemos ver o Perfil de Potência por faixa de tempo dos testes.

Com as Wattbikes podemos realizar diversos tipos de testes (ver página de serviços).

© 2023 por GIRUS BIKE 

TREINAMENTO PERSONALIZADO – TÉCNICA DA PEDALADA – AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE FÍSICA – PERDA DE PESO – TÔNUS MUSCULAR – CORREÇÃO DE POSTURA – CÁRDIO FITNESS